Segue o caminho do meio - Águia Ray -

Segue o caminho do meio - Águia Ray -

terça-feira, 28 de julho de 2015

Volta para dentro





Volta para dentro

Vem, filho eterno, volta para ti, volta para dentro!
Estás muito voltado para fora, procura teu centro.
Deixa que cresçam as sementes que semeaste,
As flores que plantaste, as plantas que regaste.

 
Vem, filho amado, volta para ti, volta para dentro!
No fluir de tuas lágrimas não eternizes teu lamento.
Amado, o que escolhes crer se torna tua realidade.
É na tua consciência que mora a luz da verdade.


Deixa, amado, que chova no jardim da tua alma.
Volta para ti, vem, retorna. Volta para dentro.
Tranquiliza o teu coração, filho eterno, calma!


Todo o amor que necessitas está em teu coração!
Volta para ti, vem, retorna. Volta para dentro.
Tudo, amado, fora de ti, é uma tremenda ilusão!

Ray
28-7-2015

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Poemas de Ray - Iniciação 6,


Iniciação - 6

Além da pureza do coração e da honestidade que te valorizará?
Acaso existe maior tesouro que a sabedoria e paz interior?
Quando for retirado de teus olhos o véu da ilusão que te animará?
Existe, neste mundo de provas, amor maior que teu Eu Superior?

Onde é o teu lugar senão unido Àquele que te acompanha,
de vida em vida , existência após existência, eternamente?
Quem te dá, peregrino da Vida, sustentação e força tamanha
para construires a  tua Obra, e contigo está sempre presente?

Quando o caminho é de trevas perde-se o sentido da existência.
Quando a mente é indisciplinada deteriora os fundamentos da Obra.
Quando a luz interior se vela nada pode justificar a tua vivência.

Que a Sabedoria possa orientar teus passos , peregrino da Vida.
Apressa-te a acender a tua luz antes de meter os pés ao caminho;
Sem a luz da Sabedoria a tua vivência não pode ser entendida.

Ray
21-1-2014

domingo, 5 de janeiro de 2014

Poemas de Ray - Iniciação 5


Iniciação - 5

Antes de adentrar pela porta do Santuário é mister limpar toda a dor
presente em teu coração com as águas puras e límpidas  da compreensão.
Compreender que todo o  erro humano, toda a agonia e toda a aflição
têm na sua origem a ignorância, e só podem ser aliviadas com o  Amor.

É aqui, com as águas da fonte interna,  que se lapida e limpa o diamante
que trazem no peito , a maravilhosa jóia preciosa que é o próprio Ser.
 Aqui, em silêncio, na clausura desta câmara, permanecerá o estudante
até aprender a transformar em amor e harmonia a sua forma de viver.

Muitos chegam a este átrio e aqui permanecem estacionados por vidas
repetindo os mesmos erros, por falta de empenho, por falta de persistência,
por falta de vontade de abandonar o apego às  infinitas emoções sentidas.

Neste Reino que queres adentrar toda a Obra é construída com Amor
Estás aqui, livremente,  para acrescentar e servir à Obra  do Bem Maior?
Estás, agora,  finalmente pronto para reconhecer o teu próprio valor?

Ray
5-1-2014

sábado, 4 de janeiro de 2014

Poemas de Ray - Iniciação 4


Iniciação - 4

Reflete, agora, em silêncio,  filho da Grande Luz que desponta a Oriente.
Reflete até esgotares todas as tuas dúvidas sobre se queres deixar para trás
desejos terrenos e paixões carnais, que cobriam de lama a tua semente,
que apagou da tua consciência o saber de onde vens e para onde vás.

Reflete , agora, peregrino da vida, se é por tua livre e espontânea vontade
que decides abandonar  esse caminhar ignorante e sombrio que  já não te satisfaz.
Tende presente, sempre,  que ao peregrino da vida lhe será dada toda a capacidade,
todos os meios inerentes á sua nova condição e ensinamentos que a vida lhe traz.

No átrio de teu recinto sagrado refletirás sobre o sentido da vida
até saber destingir o interno do externo, o verdadeiro do falso.
Até entender porque sem amor a Grande Obra não pode ser construída.

Oh! Tu, peregrino da vida,  que trilhas o caminho da Liberdade!
De joelhos, de frente para a Porta do Santo dos Santos, permanecerás,
até aprender a reconhecer e assimilar a verdadeira Humildade.

Ray
4-1-2014


Poemas de Ray - Iniciação 3


Iniciação - 3

Tua alma será provada até ao ultimo grau de dúvida de tua confiança
na Luz que te alimenta o Ser , no Amor que te acalenta o coração.
Aqui e agora te encontras, alma amada,  frente a um portal de mudança
e decidido por ti será, agora, se estás pronto para a tua Libertação!

Que esperas tu, filho do homem, da fraternidade dos homens livres?
Que tesouros trazes guardados em teu peito  para enriquecer ainda mais
o esplendor do reino que desejas adentrar? Saberás tu ser o ourives
que, por si mesmo, planeja,  desenha e lapida a  jóia que mais almejais?


Se não for sincera a tua busca pela Verdade, desiste, Agora!
Assim como uma rosa não pode desabrochar fora de tempo,
assim, também, uma alma não pode despertar sem chegar sua hora!

Ambições desmedidas, vaidades sem fim, curiosidades inúteis,
vinganças e intemperanças, não tem lugar nos reinos da Luz Maior.
Só podem adentrar seu recinto sagrado as almas livres de anseios fúteis.

Ray


4-1-2014

Poemas de Ray - Iniciação 2



Iniciação - 2

Se ainda tens esperanças, de recompensas, de riquezas e honrarias, recua!
Não é todavia o tempo certo para desabrochar em teu peito a rosa dourada.
Estarás tu verdadeiramente  pronto para reconhecer a verdade nua e crua?
Estarás tu, agora, finalmente pronto para retirar a venda dos olhos, alma amada?

Sobre a mesa estão expostos todos os crânios que já te serviram de morada,
vida após vida,  enquanto treinavas, lentamente,  o agir com discernimento.
Peregrino do Amor, é finalmente, agora,  esta senda por ti realmente desejada?
Pode a porta do teu santuário ser aberta, agora, com o teu consentimento?

Está firme em teu coração, amado filho do Criador,  o amor pela verdade?
É séria e honesta a tua vontade de singrar o caminho da Luz do Criador ?
Estás presente, agora, neste recinto sagrado, por tua firme e livre vontade?

As portas de teu santuário só podem ser abertas quando foi sincronizada
a tua energia  com a energia do recinto sagrado que trazes em teu peito,
e o cumprimento do teu destino se dará na mesma hora, alma sagrada.

RAY
4-1-2014

Poemas de Ray - Iniciação 1,



Iniciação - 1

Se ao redor de teu pescoço trazes o cordão da curiosidade,
Volta! Aqui não é o teu lugar, por esta porta não deves entrar.
Se tens teus peitos cingidos com o cinturão da maldade,
Volta! Tua presença não é bem-vinda na frente deste altar.

Se é sincera a tua decisão de resgatar tua vida dos escombros,
nesta câmara da vida revestida do negrume das  tuas dores,
alivia a carga que colocas, voluntariamente, em teus ombros,
e silencia e reflexiona sobre o valor que dás a bens exteriores.

Estarás tu pronto, caminhante, para abrir a porta da felicidade?
Sobre a mesa nua da tua existência humana, um questionário,
que o destino te pede, agora, que respondas com sinceridade.

Mesmo que tenhas vivenciado todas as dores ao longo de tuas existências,
se, porventura, tens a vela do amor acesa em teu coração, estarás pronto;
És bem-vindo! Ainda que tua  memória  tenha apagado todas as tuas vivências.

Ray

3-1-2014